Educação na França restringe uso de celulares nas escolas

A partir de setembro de 2018, segundo posicionamento do Ministro da Educação da França Jean-Michel Blanquer, o uso de aparelhos celulares, smartphones e tablets em ambiente escolar será totalmente vetado. A escolha da data é proposital e coincide com o início do novo período letivo francês e irá reforçar a restrição do uso de celulares e smartphone não apenas em sala de aula, mas também durante intervalos entre aulas e pausa para almoço.

A medida estende o que já vem sendo incorporado na rotina escolar de estudantes de ensino fundamental e médio há quase uma década. Desde 2010 o uso desses aparelhos por parte dos estudantes é vetado dentro do ambiente da sala de aula. O Ministro Jean-Michel Blanquer aponta esse reforço como uma questão de saúde pública, ressaltando ainda que esta ação auxilia no controle do bullying intermediado pelos eletrônicos.

A solicitação do ministério francês é que haja este controle com estudantes na faixa de 11 a 15 anos. “Nos dias de hoje, as crianças deixaram de brincar durante os intervalos, eles ficam apenas em frente aos seus smartphones e, numa perspectiva educacional, isso é um problema”, argumenta o ministro.

No Reino Unido

O veto ao uso de aparelhos eletrônicos nas escolas é uma proposta que ganha força na Europa. A London School of Economics apontou em no estudo “Tecnologia, Distração e Performance Estudantil” de 2015, feito em escolas do Reino Unido, que a restrição de acesso a celulares em sala de aula registrou um crescimento de 6,4% em rendimentos positivos por parte de alunos na faixa etária dos 16 anos, e os mais beneficiados foram os estudantes de menor rendimento e renda familiar mais baixa.

Os resultados do estudo também mostram que o banimento de aparelhos celulares nas escolas impacta o equivalente a 1 hora de aula a mais por semana. No Reino Unido, onde mais de 90% dos estudantes possuem celulares, desde 2007 os professores são autorizados a confiscarem eletrônicos de estudantes.

 

Falkner Moreira
Produção de Conteúdo